Club de
Viradouro

Julho amarelo: mês de conscientização das hepatites virais

Postado em: 21 de Julho de 2019

A hepatite é uma doença que praticamente não apresenta sintomas. Por isso é conhecida como “assassina silenciosa”. Os dois tipos mais perigosos são: hepatite B e C. Brasil registrou 40.198 casos novos de hepatites virais em 2017. O Boletim Epidemiológico 2018 do Ministério da Saúde informa que os casos da doença mais que dobraram em homens de 20 a 39 anos. De 1999 até 2017 são 718.837 pessoas notificadas com hepatites virais. 1.083.000 pessoas tiveram contato com o vírus da hepatite, o que representa 0,71% da população. 60,7% delas, 657 mil, são elegíveis para tratamento, ou seja, têm vírus circulante no sangue. A maior concentração dos casos está na população com mais de 40 anos de idade.

A boa notícia é que mais de 95% das pessoas com hepatite C podem ser completamente curadas em um período de dois a três meses. No entanto, para que elas sejam direcionadas ao tratamento adequado, essas pessoas precisam ser encontradas. É importante que o diagnóstico aconteça antes que os sintomas se manifestem, pois por essa altura o fígado já sofreu danos que podem ser irreversíveis, levando ao câncer de fígado e até mesmo à morte.

Juntos, podemos erradicar a hepatite viral globalmente. Junte-se a nós nesta grande luta pela vida! Saiba mais sobre o Hepatite Zero, projeto mundial de erradicação das hepatites em www.hepatitiszeroweek.com ou ligue 0800 778 0555.

Reuniões Quartas-Feiras | 20:00
Rua Odulto de Oliveira Guimarães ,685 Cep: 14740-000